16 setembro 2016

REMEA - 2014

EXPERIÊNCIAS ESCOLARES COM O LOCAL: SENSIBILIDADES E SUSTENTABILIDADES ECOLOGIZANDO FORMAÇÃO E EDUCAÇÃO SOCIOAMBIENTAL




Denize Mezadri de Almeida


RESUMO
No Tratado de Educação ambiental para as Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global estabelecidas na Carta da Terra tecem Educação Ambiental que, dentre outras implicações, resulte de experiências educativas que facilitem a visão integrada do meio ambiente. Nesse sentido, esse trabalho aposta problematizar formação e educação ambiental, nos possíveis da rede de sentidos propiciada nas experiências escolares com o local. Problematizações guiadas, principalmente, nas fundamentações teoricometodológicas da experiência-sentido e experiência-formação (LARROSA, 2002), e na experiência- modificadora (MATURANA e VARELA, 2001), nos múltiplos e singulares sentidos ao que nos toca, nos passa com o espaço de convivência, inspiradas em narrativas de professores/as que, nos últimos dois anos, realizaram experiências na localidade do interior de um município do sudeste brasileiro, onde estão inseridas as escolas nas quais trabalham. Nessas experiências, no espaço e o devir de nossas existências ampliam-se redes com invenções, interrelações, visão, surpresas, prazer, criações, momentos de renovação e maravilhamento, para não citar outras produções de sensibilidades e sustentabilidades da/na formação e a educação socioambiental.

Palavras-chaves: Educação Ambiental, Formação Socioambiental, Experiências-sentidos.





Colóquio de Educação Ambiental - 2016

“Educação Ambiental nas travessias, aventuras e paixões das experiências-sentidos de professores/as com o local”



Por: Denize Mezadri de Almeida-
Orientação: Martha Tristão
PPGE-UFES- 2013

Xerém: Um Lugar Sócio-antropológico-cultural

Folias de Reis Menino Deus e Estrela da guia





video





Tese Nadja Valéria Ferreira
Mais informações: http://portais4.ufes.br/posgrad/teses/tese_6032_NADJA%20VALERIA.pdf

Lourival Zati